Página Inicial

Decisão relativa à criação do Instituto

A Faculdade de Educação Física e Desporto (FEFD) da ULHT reconhece na extensão universitária – ligação à comunidade – uma competência e um dever, expressando a sua missão social. No âmbito do Treino Desportivo, a experiência acumulada e concretizada nas múltiplas e constantes acções, eventos e protocolos com Clubes, Associações, Federações, empresas e autarquias, a nova regulamentação e o Programa Nacional de Formação de Treinadores, os projectos em curso, bem como factores condicionantes actuais e futuros, fundamentam o incremento e desenvolvimento do, até agora, realizado.

Assim, considerando as necessidades e potencialidades presentes e assumindo as suas responsabilidades nos planos universitário, desportivo e social, a FEFD decidiu criar um organismo autónomo, tendo por objectivo gerir toda a formação não conferente de grau académico do domínio do Treino Desportivo, e como meio de acção privilegiando o desenvolvimento da cooperação existente e a criação de novas e pertinentes iniciativas – o Instituto Lusófono de Treino Desportivo.

O potencial humano (corpo docente e secretariado), logístico e tecnológico da Faculdade e da Universidade Lusófona, bem como doutras instituições do grupo Lusófona constituem a principal fonte de recursos do novo Instituto, salvaguardando a autonomia de gestão da sua direcção.

Definido o perfil em função dos objectivos do ILuTD – personalidade com reconhecido e relevante currículo como docente, treinador e dirigente associativo, com capacidade de iniciativa e liderança – é nomeado seu diretor, pelo período de três anos, o Sr. Professor José Ferreira Curado.

Mensagem do Professor José Teotónio Lima

PROFESSOR JOSÉ TEOTÓNIO LIMA

O Professor José Teotónio Lima, por muitos justamente considerado como o principal pioneiro e inovador da formação de treinadores em Portugal enviou a mensagem seguinte a propósito da criação do Instituto Lusófono de Treino Desportivo.

Para quem esteve sempre empenhado no processo de formação de treinadores e na respectiva institucionalização, a apresentação do Instituto Lusófono de Treino Desportivo, a significar o envolvimento de uma instituição universitária no Programa Nacional de Formação de Treinadores, assume uma relevância que se insere necessariamente nas metas inerentes ao processo de formação dos treinadores portugueses que, desde 1973, foi entendido como um factor fundamental da melhoria do exercício das respectivas funções no seio do movimento desportivo nacional.

É, sem dúvida, um momento de profundo significado para todos aqueles que acompanharam e seguiram o processo de formação de treinadores desportivos em Portugal e que faz nascer renovadas esperanças quanto a um futuro acompanhamento, idóneo e seguro, por quantos se dedicam às práticas das diversas modalidades do Desporto, desde os praticantes aos dirigentes.

À Faculdade de Educação Física e Desporto da Universidade Lusófona ficam os portugueses, mais uma vez, devedores pela sua visão do futuro e pela criação do Instituto Lusófono de Treino Desportivo.

Bem haja.
Teotónio Lima

Primeiras questões colocadas ao Diretor

1

Porquê este Instituto?

Já alguém falou nas chamadas “tarefas infinitas” (nunca concluídas). Em nossa opinião o Desporto será uma delas. Daí à ideia da criação do Instituto temos apenas um pequeno passo, o qual se integra perfeitamente no projecto de afirmação da Lusófona no universo da Educação Física e do Desporto.

2

Porquê agora?

Porque temos agora a estrutura legal e regulamentar do Programa Nacional de Formação de Treinadores completa, sendo que o documento legal que ainda faltava para completar os documentos de suporte ao Programa – a Portaria relativa à formação contínua, foi publicada no dia 1 de Novembro 2013.

3

Porquê na Lusófona?

Com toda a naturalidade. A ULHT tem nos seus cursos da área de Educação Física e Desporto uma posição de grande destaque no universo das ofertas formativas do País no plano académico. É absolutamente natural complementar essa oferta relativamente ao universo não académico, o qual é muito vasto, particularmente no domínio da formação contínua.

4

Os nossos alunos e os atletas em geral, assim como os investigadores da área, podem beneficiar da criação do instituto a que níveis?

Os nossos alunos, particularmente os dos Ramos de Treino Desportivo e Educação Física e Desporto Escolar e uma vez concluídos os seus Ciclos de Estudos académicos, ver-se-ão confrontados com necessidades de formação contínua, pelo que o novo Instituto será sempre uma possibilidade a considerar para a respectiva concretização. Esta possibilidade estende-se aos atletas que venham a optar pela formação nesta área. E, ao termos como visão contribuirmos para a melhoria das qualificações e competências dos treinadores, os atletas não deixarão de retirar daí os respectivos benefícios.